Campeão europeu sem proposta de renovação

Portugal-squad

Eliseu, defesa-esquerdo dos tricampeões nacionais, está em final de contrato. A sua permanência está bastante condicionada às situações de Grimaldo, Hermes e Marçal

Pode estar a terminar o ciclo de Eliseu no Benfica. O defesa-esquerdo foi contratado em 2014, a pedido de Jorge Jesus, e esta é a terceira temporada ao serviço do clube da Luz, contudo, com o contrato a expirar, o DN sabe que a continuidade do campeão no Euro 2016 está cada vez mais ameaçada.

Ao que o DN apurou, Eliseu, que goza de um bom balneário e é apreciado por Rui Vitória, ainda não recebeu qualquer proposta de renovação, muito embora, logo nos primeiros meses da época, tenha recebido um sinal de que o Benfica equacionava mantê-lo por mais uma temporada. A verdade é que a um mês do final da época o açoriano continua sem receber qualquer proposta para prolongar a sua estada no Benfica. E pelos dados recolhidos pelo DN, existe uma percentagem muito elevada de Eliseu colocar um ponto final na sua ligação à equipa da Luz.

Para já, o DN sabe que Eliseu não quer comprometer-se com outro clube, o que já podia ter acontecido, à luz da lei, desde 1 de janeiro deste ano. O defesa vai esperar para perceber, em definitivo, se o Benfica conta com os seus serviços… até porque nunca escondeu o seu benfiquismo, tendo-o exaltado mesmo quando representava os espanhóis do Málaga, clube de onde sairia para o Benfica.

Uma coisa parece garantida, se Eliseu não ficar na Luz o seu destino deve passar, novamente, pelo estrangeiro, ele que já esteve sete anos na condição de emigrante em representação do já referido Málaga e ainda do Saragoça e da Lazio de Roma. Com 33 anos, o próximo contrato pode muito bem ser o último do defesa que entra para a história por ter sido um dos dois representantes do Benfica no Europeu de França – o outro foi Renato Sanches -, afinal o único título conquistado pela seleção nacional na sua história. Em França, Eliseu foi titular em dois encontros – Hungria, na fase de grupos, e Polónia nos quartos-de-final.

Já esta temporada, Eliseu começou como suplente de Grimaldo, mas a lesão do espanhol fez Rui Vitória apostar no veterano. Contas feitas, e até ao momento, Eliseu esta temporada já realizou 19 encontros com um total de 1537 minutos.

O cenário é este, mas uma eventual venda de Grimaldo pode levar o Benfica ainda a manter Eliseu até porque existe outra parte da equação e que tem que ver com os brasileiros Hermes e Marçal.

O primeiro chegou livre em janeiro, apesar de o Benfica ter gasto em encargos perto de três milhões de euros. Ainda assim, Hermes não tem conseguido cativar a confiança de Rui Vitória, sinal disso são os zero minutos de utilização até ao momento. Hermes, ao que o DN apurou, tem registado algumas dificuldades de adaptação, em especial ao ritmo verificado nas sessões de treino. Não é certa, longe disso, a sua permanência no plantel para a próxima temporada.

Já Marçal tem estado em destaque no campeonato francês, em representação do Guingamp. Foi eleito o melhor defesa-esquerdo da Liga liderada pelo Mónaco de Leonardo Jardim e tem sido falado o interesse de clubes com peso, como o Marselha e o Paris Saint-Germain na sua contratação.

Existe um enorme ponto de interrogação em torno do seu futuro, até porque o Benfica pode fazer dinheiro com a sua saída e o final da temporada será um bom momento para aproveitar o cartaz deixado pelo jogador de 28 anos no campeonato francês.

São estas as premissas de uma situação que condiciona o futuro de Eliseu que, nos dias de hoje, está cada vez mais longe da Luz.

Comentar

Comentários