Donald Trump pinou atriz de filmes para adultos sem proteção

img_650x412$2018_03_27_01_42_01_131767

Em 2016, Stormy Daniels recebeu das mãos do advogado de Donald Trump 130 mil dólares [104 mil euros] para ficar calada sobre a noite de pinanço que teve com o presidente dos EUA, mas no passado domingo quebrou o pacto e revelou tudo. Em entrevista ao programa ‘60 Minutes’, da CBS, a conhecida atriz, de 39 anos, revelou como tudo aconteceu.

“Conhecemo-nos [em julho de 2006] num torneio de golfe para famosos. Trump trazia na mão uma revista em que a capa era ele e eu disse: ‘Alguém te devia dar uns açoites com essa revista’. De repente, ele baixou as calças e deixou que o fizesse. Depois disse: ‘Uau! Fazes-me lembrar a minha filha’”, recorda Stormy, na altura com 27 anos, menos 33 do que o político. A conversa deu lugar a uma noite de loucura. “Aconteceu na suite do hotel dele. Não me sentia atraída pelo Trump, mas não disse não”.

Diana é muito mais do que apenas «Just Girl»

Sobre a noite com o presidente dos EUA, a atriz é parca em palavras. “Não usámos preservativo…”, diz, assegurando que, no final, Trump se desfez em elogios. “Disse que foi fantástico e que o surpreendi”, recorda, acrescentando que se voltou a encontrar com o político mais uma vez, mas sem pinanço.

De Trump, só viria a ouvir falar vários anos mais tarde quando concedeu uma entrevista à ‘In Touch’ que nunca foi publicada por pressão do presidente dos EUA.

“Estava com a minha filha quando fui abordada por um homem, que me disse: ‘Deixa o Trump em paz’. Depois, virou-se para a minha filha: ‘És uma menina linda. Seria uma pena se acontecesse alguma coisa à tua mãe’”.

Em 2016, acabou por assinar um pacto de silêncio que agora quebra. Por cada vez que falar sobre o homem-forte dos EUA, terá de lhe pagar um milhão de euros, dita o acordo.

 

Comentar

Comentários